#pelletsmaisperto Município de Sousel

Na primeira entrada da iniciativa #pelletsmaisperto apresentamos o exemplo de Sousel, no distrito de Portalegre.

Com a colaboração da Areanatejo foi realizado um estudo que, entre outros objectivos, definiu estratégias de eficiência e poupança energética nas infraestruturas do Município de Sousel. Uma das intervenções basilares foi a instalação de uma caldeira a pellets que, como referido na página web do município “permitiu uma redução anual dos encargos de exploração para aquecimento da instalação…em mais de 40%, o equivalente a cerca de 19.000 euros (De Janeiro a Junho (2012-2013) o consumo médio de gás propano rondou os 27 500kg (30 000 euros). De Janeiro a Junho de 2014 consumiram-se cerca de 69 000 kg de pellets (17 500 euros)).”

É importante realçar a importância dos fundos de desenvolvimento estrutural na concretização de intervenções como esta: “Esta medida implicou um investimento de 75 000 euros financiado pelo Programa MED 75%) no âmbito do Projeto ZEroCO2 (em colaboração com a CIMAA), apresentando um período de retorno de 1 ano.”

A poupança de emissões com a substituição da caldeira a propano por um equipamento a pellets ronda as 83 ton de CO2 anuais.

Related posts