Seminário Biocombustíveis Sólidos: Valorização e Certificação

O CVR – Centro para a Valorização de Resíduos, em conjunto com a ANPEB – Associação Nacional de Pellets Energéticos de Biomassa, organizou no dia 10 de Dezembro um Seminário dedicado aos Bicombustíveis Sóldios, valorização de subprodutos e certificação de qualidade, no âmbito dos projetos Biomasud – “Mecanismos para a sustentabilidade e valorização do mercado da biomassa sólida no espaço SUDOE” cofinanciado pelo FEDER ao abrigo do Programa INTERREG IV B SUDOE e PellCert – “Implementação de um sistema de certificação de qualidade para pellets uniforme a nível Europeu” cofinanciado pelo programa “Intelligent Energy Europe” da União Europeia.

O evento decorreu nas instalações do CVR, em Guimarães, e contemplou dois painéis.
A sessão de abertura iniciou-se pelas 10:00h, sendo composta a mesa pelo Engº Jorge Araújo, Diretor Geral do CVR, Professor José Carlos Teixeira, Diretor do CEBIO e Engª Piedade Roberto, Presidente do Conselho de Administração do CBE.

O primeiro painel teve início às 11:40h, com uma apresentação da Engª Teresa Almeida do CBE subordinada ao tema da utilização atual de biocombustíveis sólidos em Portugal. Seguiu-se o Engº Pedro Ferreira do CT2M, com uma apresentação dedicada à caracterização de diferentes tipos de biomassa e seu comportamento em combustão, tema que também foi abordado pela Mestranda Tânia Ferreira do ESTV na apresentação do seu projeto de mestrado focado no estudo experimental da influência de diferentes tipos de pellets na eficiência e funcionamento de uma caldeira doméstica. Por último, o Engº. Jorge Cunha da Forestis apresentou os resultados obtidos no decorrer do projeto Silvaplus, dedicado ao estudo de modelos de aproveitamento de biomassa de proximidade. Seguiu-se uma sessão de debate de 30 de minutos, dando-se assim por encerrada a sessão da manhã.

A sessão da tarde foi dedicada aos sistemas de certificação de qualidade para biocombustíveis sólidos. ENplus para pellets de madeira e Selo Biomasud para biocombustíveis do espaço SUDOE. Assim, a sessão iniciou-se com a apresentação do Selo de Qualidade para Biomassa do Espaço SUDOE, Biomasud, pelo Engº Pablo Rodero, da AVEBIOM, entidade coordenadora do projeto Biomasud. Nesta intervenção foram apresentadas as diferentes etapas de desenvolvimento do projeto, assim como o funcionamento do sistema de certificação de qualidade e seus requisitos para produtos e gestão interna de qualidade. Ainda no âmbito do projeto Biomasud, a Engª Cláudia Sousa do CBE, apresentou o potencial de biomassa sólida no espaço SUDOE. Foi ainda efetuada a entrega formal do certificado do Selo de Qualidade Biomasud por parte do CBE, CVR e SATIVA, organismo de certificação deste sistema em Portugal, à empresa Cecílio, SA, empresa transformadora de pinha e pinhão, para o produto casca de pinhão.

No âmbito do sistema de certificação de qualidade para pellets de madeira, ENplus, foi apresentado, pelo Engº Carlos Costa, auditor do organismo de certificação, SGS, o processo de auditoria para obtenção da certificação ENplus. Nesta intervenção foram apresentadas a diferentes etapas do processo de auditoria, principais fatores a ter em conta pela empresa requisitante e respostas às dúvidas mais comuns que surgem no decorrer do processo. O Administrador da primeira empresa certificada ao abrigo do sistema ENplus, Pinewells SA, Eng.º João Baetas, trouxe uma apresentação dedicada à expressão das motivações de um produtor de pellets na obtenção da certificação ENplus, os benefícios que advêm de possuir a certificação, assim como as perspetivas futuras de mercado, desenvolvimento da identidade e reconhecimento da empresa. Coube ao Engº João Ferreira, Secretário-geral da ANPEB apresentar o desenvolvimento da indústria e mercado nacional de pellets. Nesta intervenção foram também dissipadas algumas das principais dúvidas respeitantes ao sistema de certificação ENplus, assim como a identificação precisa de produto certificado por parte de consumidores finais.

Finalmente, o senhor Vice-presidente da CCDR-N, Eng.º Carlos Neves, apresentou a principais linhas condutoras do programa “Norte 2020 – Estratégia Regional de Especialização Inteligente – Financiamento Nacional e Europeu” retiradas de um estudo levado a cabo no sentido de determinar linhas estratégias para o período 2014-2020.

Related posts